MATRIZ: Av. Amâncio Gaiolli, 1065 | Guarulhos/SP

|

FILIAL: Av. Marginal José Osvaldo Marques, 2032 Sertãozinho/SP

IGP-M registrou inflação de 2,74% em agosto, apontam estudos

Com esse resultado, o índice acumula alta de 9,64% no ano e de 13,02% em 12 meses. O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) registrou inflação de 2,74% em agosto, percentual superior ao apurado em julho, quando havia apresentado taxa de 2,23%, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).

A mediana das estimativas de 27 consultorias e instituições financeiras ouvidas pelo Valor Data era de 2,55% de aumento. Com esse resultado, o índice acumula alta de 9,64% no ano e de 13,02% em 12 meses. Em agosto de 2019, o índice havia caído 0,67% e acumulava alta de 4,95% em 12 meses.

E o IPA?

Com peso de 60%, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 3,74% em agosto, ante 3% um mês antes. Na análise por estágios de processamento, a taxa do grupo Bens Finais subiu 1,25% em agosto, seguindo elevação de 0,45% em julho. A principal contribuição para esse resultado partiu do subgrupo alimentos in natura (-14,63% de julho para -4,28% em agosto).

A taxa do grupo Bens Intermediários subiu de 2,06% em julho para 2,73% um mês depois. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cujo percentual passou de 0,83% para 2,24% de incremento.

As Matérias-Primas Brutas, por sua vez, tiveram elevação de 6,93% em agosto, ante 6,35% em julho. Contribuíram para o avanço da taxa do grupo os itens minério de ferro (8,98% para 10,82%), milho em grão (0,83% para 7,04%) e café em grão (-2,41% para 9,81%). Em sentido oposto, destacam-se os itens bovinos (8,94% para 4,12%), mandioca/aipim (4,87% para -6,92%) e soja em grão (8,89% para 7,04%).

O que houve com o IPC?

Com peso de 30%, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) aumentou 0,48% em agosto, ante 0,49% no mês anterior. Das oito classes de despesa componentes do índice, a principal contribuição partiu do grupo Transportes (1,45% para 0,87%). Nesta classe de despesa, vale citar o comportamento do item gasolina, cuja taxa passou de 4,45% em julho para 2,66% em agosto.

Entre um mês e outro, Educação, Leitura e Recreação mudaram de rumo (0,12% para -0,62%), Comunicação desacelerou o ritmo de alta (0,61% para 0,35%) e Vestuário aprofundou a baixa (-0,24% para -0,32%). Nestas classes de despesa, vale mencionar os seguintes itens passagem aérea (13,55% para -3,57%), mensalidade para TV por assinatura (1,46% para 0,91%) e roupas (-0,38% para -0,43%).

Em contrapartida, os grupos Alimentação (0,05% para 0,61%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,32% para 0,59%), Habitação (0,49% para 0,58%) e Despesas Diversas (0,20% para 0,44%) registraram acréscimo em suas taxas de variação.

Conte com a Tubos Oliveira

Após a análise desses dados, é possível notar que o país está passando por mudanças econômicas em diversos aspectos depois da pandemia. Mas, a indústria está mostrando sua retomada! Precisando de tubos de aço carbono certificados para fazer a diferença em seus projetos? Conte conosco, temos um dos maiores estoques do país quando o assunto é tubos de aço carbono . Entre em contato conosco, um de nossos especialistas irá te atender da melhor maneira!

Ícone do Whatsapp branco em fundo verde

Olá!

Gostaria de receber uma ligação?

NÓS TE LIGAMOS
Informe seu telefone que entraremos em contato o mais rápido possível.
Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?
Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.
LIGAR CONTATO