MATRIZ: Av. Amâncio Gaiolli, 1065 | Guarulhos/SP

|

FILIAL: Av. Marginal José Osvaldo Marques, 2032 Sertãozinho/SP

Indústria do aço volta a ter produção no nível pré-pandemia

Indústria do aço volta a ter produção no nível pré-pandemia

No Brasil, a Indústria do Aço conseguiu retomar a sua produção com capacidade no patamar do período pré-pandemia. Segundo o presidente do Conselho Diretor do Aço Brasil e vice-presidente da Gerdau, Marcos Faraco, a indústria operou no auge da pandemia com capacidade de 40%. 

Redução de exportações

A redução das exportações no setor de aço brasileiro durante a pandemia ocorreu devido à necessidade de a produção atender o mercado interno, além também da evolução dos preços das commodities no mundo, alcançando um nível que não se via registro desde 2000.

De acordo com Marcos Faraco, a expectativa do setor para 2021 é de crescimento em torno de 14% na produção de aço bruto, no comparativo a 2020. Já nas vendas internas, há projeções para um aumento de 19%, enquanto o consumo aparente pode crescer até 24%.

Expectativas na produção brasileira

O presidente do Conselho Diretor do Aço Brasil relatou que todas as expectativas seguem muito positivas no setor. “Estamos iniciando um círculo virtuoso e longo. Consideramos como prioridade a recuperação da competitividade sistêmica do setor do aço brasileiro”.

Retomada em 2021

Presidente-executivo do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Mello Lopes afirmou que a expectativa do setor em 2020 indicava um ano de recuperação. No entanto, com a pandemia, uma crise de demanda na operação não foi analisada com a profundidade que o momento exigia.

Com a retomada neste momento, os equipamentos foram religados e a reação do setor foi bastante positiva, sendo que no mês de junho a indústria já produzia acima do esperado para repor o mercado interno, com volumes acima do que se colocavam no período que antecedeu a economia. 

Investimentos

Segundo Marco Polo, o setor do aço tem capacidade de produção distribuída em 31 usinas, que chegam a produzir até 51 milhões de toneladas de aço bruto por ano. Investimentos no setor entre os anos de 2008 e 2020 chegaram aos valores de US$ 28,2 bilhões. 

No período de 2021 a 2015, a previsão de investimentos é de mais 8 bilhões de dólares e uma produção de aço bruto de 31,4 milhões de toneladas. 

Produção do Brasil

O Brasil é o nono maior produtor de aço no mundo, chegando próximo à posição da Alemanha. Os setores de Construção Civil, Bens de Capital e Automotivo representam os segmentos que mais consomem o produto no país (82,1%).

Fonte: Inda

Compre tubos de aço carbono com o melhor custo-benefício. Fale com a Tubos Oliveira!

Invista em projetos com estruturas de aço de alta qualidade, confiabilidade e resistência mecânica. Conheça o catálogo de tubos de aço carbono da Tubos Oliveira!

Referência no mercado desde 1987, a Tubos Oliveira mantém frota própria para fazer a distribuição das peças tubulares em todo o território nacional, garantindo o cumprimento de prazos de projetos de vários setores da indústria.

Mantemos nosso compromisso de oferecer o estoque mais diversificado e um excelente custo-benefício para o seu negócio. Nossos tubos de aço são desenvolvidos dentro de todas as normas de qualidade e segurança.

Entre em contato com nossa equipe, conheça nosso catálogo de tubos de aço e solicite seu orçamento. Pensou em tubos de aço, pensou Tubos Oliveira!

logo

Presente desde 1987 no mercado, já são mais de 3 décadas de experiência e uma completa linha de tubos de aço carbono. Nosso atendimento é prestado de forma diferenciada através de uma equipe que entende o seu projeto e está disposta a concretizá-lo.

PRODUTOS

Ícone do Whatsapp branco em fundo verde

Olá!

Gostaria de receber uma ligação?

NÓS TE LIGAMOS
Informe seu telefone que entraremos em contato o mais rápido possível.
Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?
Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.
LIGAR CONTATO